como organizar o catálogo

Como organizar seu catálogo de produtos!

Não é segredo para ninguém o quanto o catálogo de produtos é uma ótima ferramenta de vendas e o quanto a sua criação deve ser muito bem elaborada, principalmente quando falamos na organização dos produtos. 

Vale sempre lembrar que o público valoriza muito o visual, além de boa categorização dos itens, por isso, um layout inadequado, imagens sem tratamento, textos com erros são fatores os quais você deve ficar longe na hora de produzir o catálogo da sua empresa.

Se você cometer alguns desses erros, pode acabar enfrentando problemas de visibilidade, ou causar confusão entre os consumidores e eles podem ficar confusos ao procurar pelo que querem com sua empresa. Ainda existem os momentos de expansão dos negócios, seja na busca de investidores ou apresentação a revendedores, onde ter um material gráfico organizado oferece praticidade e maior chance de fechamento de propostas.

Como organizar os produtos no catálogo?


Antes de mais nada, você precisa levantar quais produtos irá colocar no seu catálogo. Faça primeiramente uma lista de todos os itens para facilitar, não esquecendo de reunir todos os detalhes, além das imagens, como: nome do produto, descrição, código entre outros.

Depois, separe-os em categorias de acordo com o perfil do seu negócio. Aqui vale analisar quais são os itens que possuem mais saída ou até mesmo aqueles que você vende com exclusividade, se houver, para dar destaque nas páginas. Se você também trabalha com a venda de kits, é importante realçá-los. 

Você deve entender o seu estoque e organizar todas as informações em categorias, de forma que elas façam sentido e que tornem mais fácil o entendimento e uso do catálogo. Uma segunda forma de organização é por linhas de produtos, separe seus produtos por linha e utilidade. Quando você agrupa esses itens em um mesmo “segmento”, direcionado aos clientes com o mesmo perfil, é uma forma de aumentar as vendas, já que a visualização para aquela pessoa fica mais simples. 

Por isso, hoje, separamos algumas dicas para você que quer criar um catálogo de produtos organizado e mais atrativo para a sua marca. Vamos lá!

#1: Conteúdo é tudo!

Nós já citamos aqui, anteriormente que a ideia principal do catálogo é vender. Para tal, é preciso ter o que vender. Primeiro, você deve decidir o que será exposto nele. Organize-se e separe tudo que você precisará: a lista dos produtos/serviços, as informações sobre cada um, imagens e todo conteúdo extra que você acha que é válido incluir. 

Isso quer dizer que, se quiser fazer um catálogo que possua a história da empresa, tenha esse material em mãos. Também é interessante que se produza uma introdução. Isso vale para os catálogos digitais também, pois passa credibilidade e confiança.

#2: Escolha o formato

Na hora de escolher o formato do seu catálogo alguns pontos devem ser observados. O primeiro deles é a quantidade de produtos expostos ao longo das páginas. É necessário ter atenção para que textos e imagens estejam distribuídos harmonicamente e não dificultem a visualização. Por isso, o tamanho não deve ser pequeno demais. 

Quando impresso, a capa pode contar com uma gramatura maior do que as páginas que compõem o miolo do catálogo, conferindo rigidez e durabilidade à página. Se for um catálogo digital, o formato permite que recursos interativos como links que podem levar a outras páginas, vídeos ou outras páginas do site de e-commerce, por exemplo. 

#3: Imagens são fundamentais

Um dos materiais mais importantes a serem coletados na etapa anterior são as fotografias dos produtos. Elas vão constituir boa parte do catálogo, e darão toda a “cara” dele e do que está sendo vendido. Portanto, invista nelas o quanto for possível. Elas devem ter ótima qualidade técnica (ou seja, terem sido tiradas profissionalmente), e também estética – análise a composição da imagem. A resolução das fotos deve ser máxima, para quando forem inseridas no catálogo, não percam qualidade por distorção ou fiquem pixeladas. 

Se você não tiver conhecimento o bastante sobre fotografia, considere contratar um profissional. Eles não possuem apenas o equipamento, como também, saberão compor uma imagem corretamente, com conteúdo, formas e cores em harmonia. 

#4: Descrição dos produtos

Depois das fotografias, o próximo item que os clientes vão visualizar no catálogo é a descrição do produto/serviço. Ele deve conter todas as informações relevantes, é claro, mas de maneira clara e direta. Ninguém acessa ou folheia um catálogo, querendo que seja uma bíblia sobre produtos, esperam apenas receber as informações essenciais sobre o que está lá. 

Isso é um dos principais fatores de como organizar um catálogo de produtos de forma atrativa. Descrevê-los de forma sucinta, indicando todos os benefícios e características e não se esqueça de incluir as informações técnicas. Isso faz com que seu cliente se sinta informado e se sentirá compelido a adquirir o produto/serviço. 

#5: Layout do catálogo

Mais uma dica sobre como organizar o catálogo é sobre o layout. Se as fotos são importantes para a demonstração do produto, o layout é importante para a demonstração da empresa em si. De nada adiantam boas imagens, porém mal posicionadas, escondidas ou poluídas visualmente por conta de um design inadequado.

Para vender mais, você deve agradar visualmente o seu público. No caso das fotos, você talvez até consiga resolver sozinho; mas é bem mais complicado quando se trata de design. O ideal é procurar ajuda profissional de uma agência de design gráfico. Cada elemento, cor, diagramação e posicionamento será pensado visando o seu sucesso.

Como fazer o melhor design para o seu catálogo de produtos

como organizar o seu catálogo

Todo projeto precisa de uma orientação para que o resultado final seja adequado às propostas e necessidades. O design gráfico é uma ferramenta valiosa para ajudar a alinhar todos os elementos citados anteriormente na diagramação para catálogos, afinal, de pouco adianta ter fotos boas se elas não estão ajustadas corretamente para o formato das páginas. Que tal algumas dicas de design para catálogos? Entenda como aplicá-las corretamente ao criar o seu.

• Identidade Visual – cores, logotipo, tipografia e ícones são alguns dos elementos gráficos responsáveis pela comunicação visual de uma marca ao mercado. A identidade visual, portanto, deve estar presente em todos os materiais gráficos, inclusive, no catálogo de produtos.

Criatividade é diferencial e deve ser utilizada em conjunto com todos esses elementos, a fim de criar uma identidade para o catálogo e fazer com que os produtos sejam associados a sua marca. Para categorizar por linhas de produtos, utilizar cores diferentes, mas que façam parte da identidade visual ajuda na marcação de páginas e da capa, por exemplo. Dessa forma, organizar o seu catálogo é mais simples.

• Diagramação e layout de catálogos – a diagramação das páginas de um catálogo deve ter como foco a harmonia entre imagens e textos e espaços em branco, alinhamento de parágrafos e destaque para os títulos. Aqui, vale uma dica importante: por ser uma peça gráfica essencialmente visual, os textos não devem ocupar muito espaço nas páginas.

• Apresentação dos produtos – protagonistas do catálogo, os produtos merecem destaque e as fotos devem estar em alta qualidade. O ideal é contar com fotografias feitas em estúdio ou por um profissional. O fundo branco ajuda na hora da edição, sendo possível realizar recortes especiais.

Dependendo do tipo de produto, é possível criar cenários no estúdio e utilizar os elementos gráficos da diagramação complementando o layout. Durante a edição das imagens, também é possível criar filtros, corrigir iluminação e contraste para conquistar um resultado final mais atrativo.

• Impressão – para cada formato seja em livreto ou encadernação, a paginação deve ser dimensionada para que não ocorram problemas. A escolha do papel para impressão varia de acordo com o formato e acabamento desejado. Durante o fechamento do arquivo, o designer responsável pela criação do catálogo deve ter atenção ao formato de cores para impressão (CMYK).

É importante que a impressão de catálogos, assim como outras peças gráficas, seja feita apenas após a revisão final do arquivo. O acabamento pode ser feito com aplicações de diferentes texturas (fosco, brilhante, laminação, verniz), sobre detalhes da capa e nas fotos.

• Distribuição ao público-alvo – é comum que a distribuição de catálogos seja feita em pontos de venda ou enviadas diretamente para os clientes através de malas diretas. Nesses casos, pode-se criar uma embalagem especial personalizada com a identidade aplicada ao catálogos. Além de agregar valor ao catálogo, o impacto desse detalhe pode ser extremamente positivo para a lembrança da marca.

Achou complicado o processo para organizar seu catálogo? Fique tranquilo! Com a Publiks você não precisa se preocupar com nada! Aqui produzimos o seu catálogo por inteiro, desde a ideia até a impressão, prezando pela qualidade e agilidade. Peça já um orçamento sem compromisso.

Leia também